EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007



Coisas de Criança
[20/10/2007- Matéria da Edição :89-agosto de 2007 ]
Ingressos na Casa do Artista

Ouvindo o rádio em sua casa, Pietro escuta o nome de seu pai, Paulo Lobo, e, claro, pára para ouvir:
- Show do grande artista Sergipano, na sexta-feira, às 22 horas, no teatro Tobias Barreto. Não percam. Adquiram a sua entrada no próprio Teatro ou na Casa do Artista...
- Mãeeee.... - desesperou-se Pietro - diga ao meu pai que tire isso do rádio. Débora ficou sem entender: ".... ?!"
- É, mãe, liga lá - já se dirigindo ao telefone - Vá, mãe, senão, daqui a pouco, vai encher de gente aqui na nossa porta.

Hora do Estudo

Já mais calmo, com as devidas explicações de Débora sobre qual "Casa" era a do "Artista", onde venderiam os tais ingressos, ele foi estudar para prova de Português.
Algum tempo depois de insistir muito com filho para que estudasse, Débora começou a tomar-lhe a lição:
Pietro, qual é o plural de casa?
Pietro, prontamente: Casas.
O plural de lápis?
Pietro: Lápis mesmo...?
Certo, muito bom. E o plural de luz?
Pietro pensou, pensou e se iluminou com o sorriso e com a resposta: Pisca-pisca.

Renovando mesmo os valores

O mesmo Pietro e o seu amigo Rafael D’Ávila (2º ano), na saída da escola, ofereceu à diretora uma maçã. A diretora se comoveu com aquilo. Ficou até sem saber como agradecer:
- Há tantos anos, eu não vejo uma cena assim. Alunos oferecendo maçã à professora. Que fofos são vocês. Você, Pietro, só podia ser filho de uma professora.
Os dois garotos continuaram olhando para diretora.
Ela sorriu e disse:
- Vou lavá-la e depois vou comê-la, certo?
Antes que o clima de enlevo se quebrasse, um deles indagou :
- Você gosta?
- Claro, meus amores...
- Então, amanhã você paga dois lanches: um para mim, outro para ele. Da cantina. Nós dois que lhe demos a maçã.