EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007
Kleber Henrique



Activeboard.
[20/10/2007- Matéria da Edição :89-agosto de 2007 ]
Foi inaugurada, no dia 21 do mês de setembro, na Nossa Escola, uma inovadora ferramenta de ensino e aprendizagem. Alunos do 1º ano do fundamental menor foram os felizardos, que, juntamente com as professoras Karine e Aline, divertiram-se com a novidade.
Activeboard, lousa interativa, sala de aula colaborativa. Para os alunos do ensino fundamental menor é muito mais interessante chamá-lo de "quadro mágico".
O activeboard é um quadro interativo de alta tecnologia em que podem ser realizadas atividades multimídia. Os alunos podem interagir diretamente com a tela através de uma caneta que, quando arrastada sobre aquela, executa as atividades elaboradas pelo professor.
Além da interatividade em aula, o activeboard estimula a coordenação motora e a retenção do assunto pelo aluno. A tecnologia foi desenvolvida com base em pesquisas acerca das necessidades dos professores e alunos e, com sucesso, já está sendo utilizada em países como Estados Unidos, México, Reino Unido, Austrália, Alemanha e Canadá. Para atividades que antes os pequenos executavam através do teclado ou do mouse, agora basta uma canetinha e a disposição para participar, que não é pouca. A curiosidade também não. Até eu e Kleber, os "tios da informática", ficamos alguns muitos minutos estreando a novidade, e ouvi Kleber dizer várias vezes:"não! incrível! espetáculo!" Só não era mais engraçado que a professora Karine em cima do banquinho de madeira, desenhando um coração e o nome do seu filho Paulo, que está para nascer. A galerinha coloriu flores no site da Turma da Mônica, em homenagem à chegada da Primavera, e, para cada cor arrastada com a caneta, até seu destino, era uma salva de palmas.
Então, uma salva de palmas também para a coordenação da Nossa Escola, preocupada com a inserção da tecnologia na educação; para Kleber, o responsável por todo o suporte técnico da lousa e para mim, que estou, assim como as crianças, aprendendo a brincar com a magia da evolução tecnológica.

por Paloma Augusta