EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007
Clouse Marinho



A Flor do Mamulengo
[06/06/2007- Matéria da Edição :86 - Abril/Maio de 2007 ]
Professoras da Educação Infantil da Nossa Escola participaram de uma oficina de bonecos de papel machê e máscaras, ministrada pela professora Cláudia Maria dos Santos.
Durante todo o mês de abril, elas aprenderam a produzir e dar formas ao papel machê, técnica muito antiga, que se popularizou na França do século 18, com esse nome, que significa papel mastigado.
No dia 09 de maio, o Teatro Lourival Baptista abriu a exposição intitulada “A Flor do Mamulengo”, com as produções das oficineiras.
O Nossa Voz flagrou a presença de uma oficineira muito especial: Sarah Cordeiro (1º ano do Ensino Fundamental), que, por acompanhar sua avó às aulas, acabou se tornando a mascote da turma.
Eu sou a flor do mamulengo
Me apaixonei por um boneco
E ele neco de se apaixonar
Neco de se apaixonar (bis)
E ele neco (...)
(Trecho da música “Flor do Mamulengo” - Luiz Fidelis)