EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007



Fernando Ferreira Cunha, sócio-diretor da Esquina da Saúde, conta-nos um pouco de sua tragetória empreendedora numa entrevista exclusiva ao Nossa Voz
[12/10/2006- Matéria da Edição :80 - Setembro de 2006 ]
NOME COMPLETO: Fernando Ferreira Cunha
PROFISSÃO: Empresário
IDADE: 36 anos
NOME DA EMPRESA: Esquina da Saúde
CARGO: Sócio-diretor comercial e administrativo
SÓCIOS: Elisvânia (diretoria técnica) e Verônica (diretoria financeira)

Nossa Voz: O que significa ser empreendedor para você?

Fernando: São muitas coisas. Se tivesse que resumir em poucas palavras, diria que empreendedor é aquele que sonha em realizar algo, tem idéias de como quer realizar e principalmente tem coragem e tenta realizar, faz acontecer. O bom empreendedor também procura se informar a respeito do que pretende empreender, estuda o mercado, calcula os riscos, escolhe bem o ambiente de trabalho, as pessoas e as empresas com quem vai trabalhar, entre outras.

Nossa Voz: Como você se tornou empresário?

Fernando: Eu comecei a trabalhar muito cedo. Com apenas 13 anos, já procurava ajudar os meus pais na empresa deles (fazia um pouco de tudo); com quinze anos, aprendi a trabalhar com fibras e comecei, com outros três amigos, a consertar pranchas de surf, mesas, cadeiras etc. Tentamos montar uma empresa, mas não conseguimos. Com 18 anos, montei a minha primeira empresa formal na área de representação e distribuição de produtos hospitalares e medicamentos. Infelizmente, com menos de quatro anos, ela fechou. Não desanimei; continuei empreendendo, passei altos e baixos, mas nunca desisti.
Há cerca de 13 anos, comecei a trabalhar com representação e distribuição de artigos e equipamentos de imagens médicas.
Em julho de 2006, inaugurei a Esquina da Saúde, um projeto que levou cerca de dois anos de preparação para ser realizado.

Nossa Voz: Durante sua adolescência, algum ensinamento o influenciou a ser quem é hoje?

Fernando: Aprendi que temos que priorizar algumas coisas na vida e nos dedicar muito a elas. No meu caso, sempre priorizei a família, o estudo, a religião (Deus), o trabalho, a saúde, os bons amigos e pratiquei muito esporte. Considero tudo isso, até hoje, os pilares que formam o edifício da minha vida.

Nossa Voz: O que é a Esquina da Saúde?

Fernando:Acima de tudo, mais um sonho que realizo em minha vida.
Como disse, é uma empresa recém-inaugurada, mas que surgiu com uma proposta de trabalho inovadora em nossa cidade e bastante arrojada. Além de estar em local privilegiado, conta com uma estrutura ampla, segura e confortável. É uma loja bem completa; lá encontraremos diversos artigos: alimentos light, diet, naturais e uma linha de suplemento alimentar completa, produtos e equipamentos médico-hospitalares e de fisioterapia, sapatos terapêuticos e tênis ortopédicos para crianças e uma linha especial para os diabéticos: insulinas, glicosímetros, fitas de glicemia, sapatos etc. Contamos também com míni-auditório, cozinha experimental, corredor de testes e uma equipe especializada para melhor atender e orientar, formada por profissionais com diversas especialidades em fisioterapia, farmácia, psicologia, podologia, nutrição e segurança.
A nossa proposta é apresentar para a comunidade uma linha bem variada de produtos de qualidade e com profissionais capacitados para atendê-la, com ênfase na questão da educação e orientação, principalmente preventiva.

Nossa Voz:O que conta para uma boa administração de negócio próprio?

Fernando:Vários itens são fundamentais, como disciplina, ética, responsabilidade, consciência, comprometimento, capacitação e bons colaboradores, entre outros.

Nossa Voz: Além de administrador da Esquina da Saúde, você faz parte do Conselho de Jovens Empreendedores (CJE) de Aracaju. No que consiste esse conselho?

Fernando:É uma entidade recém-criada em Aracaju (menos de um ano). O CJE é um Conselho que funciona dentro da ACESE (Associação Comercial e Empresarial de Sergipe) e que representa, em Sergipe, a CONAJE (Confederação Nacional dos Jovens Empresários).
São vários os objetivos do CJE, dentre os quais podemos destacar os seguintes: buscar, criar e desenvolver a capacidade empreendedora dos jovens.
Temos um planejamento estratégico anual com diversos eventos, como visitas empresariais, Almoço de Idéias, reuniões abertas e fechadas, Feirão de Impostos, projeto Empreender e Transformar: uma responsabilidade de todos, entre muitos outros.

Nossa Voz: A sua empresa tem trabalhos na área de responsabilidade social?

Fernando: Sim. Criamos o projeto Empreender e Transformar: uma responsabilidade de todos, que foi abraçado pelo CJE. Também apoiamos projetos que são coordenados por instituições sérias, como Nutrindo a Vida, da AVOSOS e Cozinha Brasil, do SESI. O SESI já montou a primeira turma de multiplicadores: o curso foi de 12 a 17 de setembro - outras turmas virão. Estamos finalizando uma parceria com a nutricionista Srª Eronildes mais três projetos na área de nutrição ligados a crianças, AVOSOS e diabéticos. Além disso, eu pessoalmente sou voluntário da Junior Achievement Sergipe, que a Nossa Escola já conhece muito bem.

Nossa Voz: Uma palavra para a garotada que está buscando seu lado empreendedor.

Fernando:SUCESSO - Esta palavra já diz tudo. O Brasil precisa de empreendedores que tenham sucesso em suas empreitadas.