EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007
Arquivo
Juscelino Kubitschek



De volta ao passado
[29/06/2006- Matéria da Edição :78 - Junho de 2006 ]
Por algum tempo, mais precisamente de 1934 a 1940, Juscelino Kubitschek de Oliveira (*Diamantina, MG, 12 de setembro de 1902; + Resende, RJ, 22 de agosto de 1976) dividiu-se entre a medicina e a política. A partir, porém, de sua nomeação para a prefeitura de Belo Horizonte, feita à sua revelia pelo então governador Benedito Valadares, seu caminho foi só um: para frente e para cima, como costumava dizer do Brasil de seus sonhos - o Brasil cujo cérebro ele acabaria transferindo para o Planalto Central. Eleito presidente em disputado pleito a 3 de outubro de 1955 (36% dos votos contra 30% de Juarez Távora, o segundo colocado), enfrentaria antes de empossado o clima de tensão vivido pelo país em novembro daquele ano. E não seriam mais tranqüilos os primeiros tempos de seu governo. Menos de um mês depois da posse a 31 de janeiro de 1956, ocorreria o episódio de Jacareacanga (tentativa de levante por um grupo de oficiais da Aeronáutica).
Experimentaria, também, inúmeras greves em vários pontos do país, secas no nordeste, outra revolta na Aeronáutica com o capítulo de Aragaças e acusações de Carlos Lacerda de irregularidades em suas contas. Mas não seriam essas dificuldades ou quaisquer outras que ficariam como marcas de seu governo.

Fonte: República 100 anos - Juscelino Kubitschek - 1956