EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007



Conhecendo a língua e a literatura
[20/09/2006- Matéria da Edição :79 - agosto de 2006 ]

por Edla Túnel*


Com base no trabalho de investigação da crítica literária, faremos uma alusão bibliográfica na tentativa de esclarecer e ampliar suas várias funções. O objetivo maior é desvendar e desarticular preceitos ou conceitos a respeito da “crítica”, que, ao longo dos anos, tem trazido uma carga pejorativa em seu duplo sentido.
Segundo Samuel Ragel em Manual da Teoria Literária, 8 ed. Petrópolis: Vozes, 1996, cap. 5 - A crítica (9ap. 90, 91), a palavra crítica guarda um duplo sentido, negativo e positivo, mas o sentido negativamente, não correspondendo desta forma à etimologia, nem a origem histórica da palavra, nem também ao desempenho da crítica literária... Crítica, segundo os modernos dicionários, significa julgar, fazer apreciação; julgar destacando defeitos ou virtudes.
Segundo Emmanuel Carneiro Leão, Aprendendo a Pensar: 1977, pag. 164, a palavra “crítica” provém do verbo grego krinein, cuja acepção significa “separar para distingüir” o que caracteriza e constitui o objeto em causa. Portanto, a crítica literária desempenha a função de caracterização da obra com os vestígios deixados pelo autor.
Porém, o investigador deve ter consciência de que existem várias vias de acesso à obra. Assim, a crítica conjuga um modo de ser da obra com o modo de ver do crítico.
A crítica, quanto ao juízo de valor, se restringe à reação e à impressão individual do crítico, que esbarra na “obra” e expressa o “seu achismo”).
O crítico não se pode deixar levar por preferências pessoais ( eu gostei ou eu não gostei) e sim pelo valor real da obra sem se limitar à biografia do autor, ou a comparações medíocres com outros autores e suas obras.
A nova crítica propõe para o texto poético uma “leitura microscópica”. Uma análise a partir do significado do próprio texto e não de um contexto histórico, biográfico ou externo a ele. A obra, portanto, é o próprio testemunho do autor.
Assim sendo, uma boa crítica literária deve levar em consideração, na obra, os significados das palavras, as metáforas, o enredo, os personagens, o contexto implícito, tema principal, temas secundários, focando o objeto, a obra e não a sua concepção.


* Professora de Redação da Nossa Escola