EDIÇÃO IMPRESSA ATUAL - Nº 90-OUTUBRO DE 2007
Clouse Marinho



Quilling - Arte de enrolar e dobrar papel
[29/01/2007- Matéria da Edição :82 - nov_dez 2006 ]
Quilling (do inglês, quill = enrolar, dobrar) é a arte de criar pequenos rolinhos de papel que se transformam em elaborados e delicados desenhos.
Filigrana em papel e mosaico eram os nomes dados a essa técnica durante longo tempo. Algumas pesquisas mostram que esse trabalho era feito nos tempos egípicios.
Trabalhos de alta qualidade foram feitos por religiosas francesas e italianas durante os séculos XVI e XVII, por senhoras da corte e mais tarde foi levado para a América do Norte.
As freiras decoraram oratórios, missais e gravuras religiosas acrescentando um toque prateado ao final do trabalho.
O quilling era o trabalho preferido para o lazer das jovens senhoras e moças da época. Brasões de família, painéis, adornos diversos eram confeccionados e usados na decoração. Hoje o quilling é usado em diversos ambientes, como paredes, caixas, quadros e até móveis. É só usar a imaginação.
Em uma das oficinas promovidas pela Nossa Escola, as professoras da Educação Infantil, sob a orientação da professora Dene, trabalharam essa arte tão rica explorando criatividade, habilidade motora, paciência e principalmente, proporcionando um momento de recreação sadia.

Quer saber mais? É só buscar no site www.regina.nom.br/quilling.html


Preservando seus trabalhos em Quilling
Todo papel tende a desbotar ou descolorir com o passar dos anos. Principalmente se não for protegido.
Para manter o seu trabalho de quilling - principalmente quadros - em perfeitas condições, é necessário que você o cubra de alguma forma.
Há duas formas de proteger o seu trabalho:
1. A primeira é fazendo o uso de verniz em spray. Nestes casos, é preciso dar pelo menos 2 demãos de verniz sobre o trabalho, sempre seguindo corretamente as instruções do fabricante do produto que você for usar.
2. A segunda opção é colocar o trabalho em molduras do tipo "caixa", que admitem a sobreposição de uma lâmina de vidro que além de proteger, deverá estar afastada o suficiente do trabalho para não danificá-lo.
Vale lembrar que todo o trabalho de quilling, esteja ele protegido ou não, deverá ser mantido afastado da luz direta do sol.
A maioria dos trabalhos em quilling, por serem cartões, não recebe nenhuma proteção. Mesmo porque quem recebe os cartões, geralmente os guarda em álbuns ou caixas.
Se você for enviar um cartão pelo correio, nunca esqueça de colocá-lo dentro de um envelope que tenha revestimento interno de plástico bolha. Isso evitará que o seu trabalho seja amassado entre os percursos de postagem e entrega do envelope.

Carla Prediger Artesã e Moderadora do Grupo Arte em Papel